21 julho 2006

Poema Controverso


.
Se eu pudesse amar, amaria tudo
Mas amaria você, sobretudo
Amaria as crianças que riem, os velhos que choram
O barulho das fábricas, o silêncio da noite
Os sapos no charco, as estrelas no céu
As gotas de orvalho nas folhas das rosas
E os raios de sol nas manhãs preguiçosas
Se eu pudesse amar, amaria tudo 
Mas amaria você, sobretudo
Amaria o teu ar de menina travessa 
Teus olhos incertos, teu cabelo sem cor
E tua boca rasgada, sempre a dizer pecados
Se eu pudesse amar, amaria, até mais não parar
O próprio Deus que me fez incapaz de amar.

4 comentários:

  1. uma nordestina...26 de julho de 2006 17:35

    Vixe! Fiquei bestinha de ler!!
    Que você e' inteligente e cheio de histo'rias/esto'rias pra contar ja' sabia, agora que você sabia escerver taum bem num sabia naum...
    Estou me deliciando com seus textos escritos de forma taum perspicaz. Completando o que a filha disse, levou tanto tempo, mas mostrou os sentimentos de forma taum linda e taum poe'tica. Talvez foi por isso importante esperarmos tanto.

    ResponderExcluir
  2. Obrigado pelo incentivo, querida conterrânea. Vou enriquecer a página com as aventuras que viví nessa terra tão fecunda de emoções, riso e pranto. E, quando vier a conhece-la, lhe contarei como escreví "A Centenária". Para você, o meu reconhecimento e o meu carinho.

    ResponderExcluir
  3. Here are some links that I believe will be interested

    ResponderExcluir
  4. Great site loved it alot, will come back and visit again.
    »

    ResponderExcluir